segunda-feira, 25 de maio de 2009

"Depois de tudo"

Uma nova tradução (trabalho em andamento), versão do poema, "After Everything" de Sandra Cisneros (do livro
Loose Woman), feita por mim e por minha colega Marcia Cavendish Wanderley.


É sempre assim
Acabou a bebida em casa
O último cigarro queimando na brasa
E uma alta dose de poesia

Às duas horas da manhã ,já é claro
que tudo vai dar errado
mas lá vou eu assim mesmo
com as artérias encrespadas como artilharia
quando disco uma chamada

Este ou oeste
Central ou pacífico
Chicago, San Antonio , New York

E quando tiver lançado
minhas palavras como pedradas
cortando o ar com minha língua
que
explode esposas
e faz bebês chorarem


quando meus amantes pararem de falar
-você é louca, não grite mais,
dane-se e por favor
fale inglês

E depois de tudo
quando tudo o que é quebrável
for quebrado
somente um silêncio pesado
e o sinal do telefone gemendo
como o meu coração

Nenhum comentário:

Postar um comentário