quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Segundo ele... (nova tradução)

Eis aqui uma nova tradução nossa, da obra da poeta e escritora chicana, Sandra Cisneros*. O título original do poema é His Story [do livro My Wicked Wicked Ways, Third Woman Press, 1987].


Segundo ele ...


Nasci sob uma estrela maliciosa.
Assim diz meu pai.
Isso talvez explique sua pena.

Uma filha única,
que ninguém vinha buscar
e nem ao menos afastar.

É um destino antigo.
Um traço de família vindo
De uma tia avó imencionável.

Seu pecado era a beleza.
Viveu como amante
E morreu solitária.

Houve também
uma prima com a famosa
como posso dizer isso?...
profissão.

Ela fugiu com um coronel,
e logo após:
com a folha de pagamento do
exército.

E, é claro,
A mãe de vovó,
Que morreu de feitiço.
Há outras.

Por exemplo,
meu pai explica,
nos jornais mexicanos,
uma garota com meus dois nomes
foi presa por crimes audaciosos
que tiveram início
com a desobediência ao pai.

E também, e aqui ele para,
o cubano que lhe vende sapatos
diz que ele também conheceu uma
Sandra Cisneros
que foi três vezes uma viúva
amaldiçoada.

Você vê,
destino azarado é o meu,
nascida em uma família de homens.

Seis filhos, geme meu pai,
todos em casa,
e uma fêmea,
que partiu.

versão: Claudia Borio e Miriam Adelman

* veja minha postagem de 19/01/09 sobre Cisneros e sua obra.
Ou acesse minha tradução dela, através do link: sibila.com.br/poemas52mexicanomim.html

3 comentários:

  1. "Houve também
    uma prima com a famosa
    como posso dizer isso?...
    profissão."
    A tal que fugiu com a folha de pagamento do exército... Acho incrível essa rara intimidade com as palavras, até na hora de não dizê-las com, digamos, todas as letras. Muuuuito bom ler esse teu blog.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo3/03/2009

    Este comentário não tinha visto... bom ter leitores como vc. Vamos continuar com as traduções de Cisneros e Wakoski, até se vc quiser tentar traduzir algum poema, seria legal. bjs...

    ResponderExcluir
  3. Ah, a força do plural... Miriam, tudo o que eu traduzi até hoje foram hqs (Recruta Zero, Iznogud, essas coisas bem antigas, que eram ótimas) e textos jornalísticos, do Christian Science Monitor para O Globo, p. ex., milênios atrás. Prefiro continuar lendo o que vcs recriam com tanto talento. Bj (eta cara teimoso... rs)

    ResponderExcluir