sábado, 2 de abril de 2016

Translating Frank...

Trabalhando neste agora:


TO GOTTFRIED BENN Frank O'Hara  1958


 Poetry is not instruments
that work at times
then walk out on you
laugh at you old
get drunk on you young
poetry's part of your self

like the passion of a nation
at war it moves quickly
provoked to defense or aggression
unreasoning power
an instinct for self-declaration

like nations its faults are absorbed
in the heat of sides and angles
combating the void of rounds
a solid of imperfect placement
nations get worse and worse

but not wrongly revealed
in the universal light of tragedy


A poesia não é   instrumentos
que por vezes funcionam
e outras jogam tudo para o alto
riem de você velho
se embriagam de você novo
a poesia faz parte do seu eu

como a paixão de uma nação
ela se move com rapidez
provocada a se defender ou a agredir
poder insano
um instinto para a auto-declaração

como as nações suas falhas se absorvem
no calor das perspectivas e dos ângulos
combate o vazio da mão sem cartas
um sólido  de colocação imperfeita
as nações vão de mal a pior

mas não é equivocadamente que se revelam
à universal luz da tragédia

Tradução:  Miriam Adelman 

Nenhum comentário:

Postar um comentário